Nessa manhã eu recebi um e-mail falando sobre o lançamento do Octane Render 3.0 . Pra quem não conhece, o Octane Render foi o primeiro renderizador unbiased rodando na GPU, ou seja, o Octane Render renderiza na placa de vídeo do seu computador.

Ele não utiliza o processador pra fazer os cálculos, ele utiliza a placa de vídeo. Então se o seu computador possui uma placa de vídeo bacana, poderosa, o Octane vai renderizar com uma qualidade realista maravilhosa e com uma velocidade muito alta! Uma das coisas que rompeu paradigma no seu lançamento, eu lembro disso, foi em 2010. Eu entrei na fila de espera, e assim que lançou eu comprei o Octane. Tudo bem, ele carecia de várias funcionalidades e eu acabei parando de trabalhar com ele por conta disso, mas nesses seis anos ele evoluiu muito e hoje ele está bem completo. E uma das coisas que ele rompeu paradigma foi no render interativo.

A viewport do Octane é interativa. Você vai trabalhando e, em tempo real, ele já vai renderizando. Parou o trabalho, foi tomar um café, na hora que você volta, encontra aquele render maravilhoso na tela do seu computador. É um renderizador excelente, ouso dizer que é um dos melhor renderizadores do mercado e, com essa evolução que ele sofreu nos últimos seis anos, com certeza, ele está bem completo e disputa a posição de um dos melhores e mais rápidos renderizadores do mercado.

Nessa versão 3.0 as principais novidades são:

  1. Volumetric render: partícula, fumaça, esse tipo de coisa. É bem interessante mas em arquitetura não usamos muito, é mais para animação.
  2. Deep pixel rendering: isso é o futuro para edição, pós-produção. Ele acaba se conectando com um editor que se chama Nuke.
  3. Live texture baking: texturas animadas. Esse recurso também é pouco usado em maquete eletrônica. Quando a gente usa isso em arquitetura? Em animação quando temos uma TV na sala e você aplica uma textura na tela da TV que é um filme passando. Isso é uma textura animada.

Então essas são as principais funcionalidades da versão 3.0. Nenhuma delas é exatamente aplicável para arquitetura. A gente usa pouco isso mas se você trabalha com animação, então, provavelmente já conhece o Octane. Por que falar de animação sem falar do Octane não tem como. Essas duas coisas andam juntas.

Em termos de animação, o Octane é o melhor, com certeza. Se você for desenvolver uma animação e está se descabelando para resolver… Compre o Octane! Ele vai resolver seus problemas.

Fora as novidades específicas dessa versão, temos também todas as funcionalidades já conhecidas do Octane. As imagens dele são fisicamente corretas. Ele suporta várias placas de vídeos, que é o meu caso. Eu tenho um computador com duas placas de vídeo e ele utiliza as duas para renderizar. Ele tem suporte a instâncias… Enfim, um monte de funcionalidade de primeira linha. É um renderizador profissional e eu tenho certeza que ele vai atender as suas expectativas.

DOWNLOAD

Abaixo você vai encontrar os links para download do Octane para Windows, Mac OSX e Linux. Para ver os links basta inserir seu e-mail – nós também odiamos spam, não se preocupe!

8 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diogo Moita

Esse blog é uma fonte softwares, bibliotecas e cursos para quem trabalha ou quer trabalhar com maquete eletrônica. Você vai encontrar tutoriais sobre modelagem 3D e renderização com softwares como 3ds Max, Vray, Sketchup, Lumion, Photoshop e muito mais. Esse blog serve tanto para os iniciantes quanto para os experientes.

  • v-ray-render-600x500_REV02.jpg